porHellen Gestão Click

O que é o Modelo Canvas como plano de negócios? 🛩️

Na hora de abrir uma empresa ou mesmo de reformulá-la, o plano de negócios é uma ferramenta de extrema importância para desenvolver e esboçar o seu empreendimento. Você sabe o que é o modelo canvas?

canvas para o planejamento de negócios
canvas para o planejamento de negócios

Para tanto, ele funciona como um mapa, que reúne todas as informações relevantes da empresa.

Para ajudar nessa tarefa, existe o Modelo Canvas, bastante simples e versátil, pois combina com empreendimentos de todos os portes e segmentos de mercado. A partir dele, é possível criar um plano de negócios completo.

Se você tem interesse em aprender mais sobre esse assunto, inclusive, o que é o Modelo Canvas como plano de negócios, continue lendo este artigo. Aqui, você encontra as seguintes informações:

  • O que é o Modelo Canvas
  • Como aplicar no plano de negócio
  • Modelo Canvas e ERP

O que é o Modelo Canvas

O Modelo Canvas é um instrumento utilizado para criar o plano de negócios da empresa que você está abrindo ou mesmo que deseja reestruturar. Em ambas as situações é um grande aliado porque ajuda a visualizar o seu negócio como um todo.

Nesse sentido, assemelha-se a um mapa, onde deve constar as informações necessárias, as quais são divididas em nove blocos. Uma dica é iniciar o plano escrevendo em um quadro, para que as informações possam ser remanejadas de modo a contribuir com a sua construção.

Afinal, ao decidir abrir uma empresa, surgem muitas ideias, que devem ser filtradas, a fim de que permaneçam apenas aquelas que vão dar consistência ao seu negócio. É como se você esculpisse a ideia inicial até transformá-la no seu negócio.

Além disso, não se pode esquecer de nada, como público, recursos, receitas, pontos de vendas, etc. Ou seja, são várias as informações necessárias para abrir uma empresa e o plano de negócios ajuda a organizá-las.

Como aplicar no plano de negócio

O Modelos Canvas conta com nove blocos, que se referem aos principais aspectos a levar em consideração na hora de fazer um plano de negócios. Veja quais são eles:

Segmento de clientes: Quem são os clientes do seu negócio, isto é, quem são os consumidores que mais possivelmente se interessem pelo seu serviço ou produto? É essencial identificar o seu público alvo, pois essa definição guiar outras ações do seu plano de negócios.

Relacionamento com clientes: Sabendo quem são os seus clientes em potencial, determine como vai se dar a relação com eles. Internet, lojas físicas, representantes comerciais, etc. Enfim, por onde o seu público pode entrar em contato com a sua marca.

Canais: Os canais também são formas de relacionamento com o seu público, porém, referem-se, em especial, aos pontos de venda. Ou seja, onde os consumidores conseguem adquirir os seus produtos ou serviços.

Proposta de valor: Além do que é o produto ou serviço em si que você oferece, a proposta de valor é o que mais ele significa. São os seus benefícios, o valor agregado que pode ser usufruído ao ser usado. Saber qual é o valor da sua empresa é essencial para promovê-la de maneira apropriada.

Atividade-Chave: Consiste na principal atividade que a sua empresa desempenha, podendo ser mais de uma a atividade chave. Isso pode ser o mais fácil de identificar, mas também é o mais importante e, para quem está iniciando, é essencial ter essa informação bem nítida.

Parcerias principais:Hoje, a terceirização de atividades dentro de empresas se tornou bastante comum, pois consegue dar dinamismo e eficiência à operação. Até mesmo a atividade chave pode ser feita por terceiros. Desse modo, é preciso avaliar se você vai se valer dessa possibilidade.

Estrutura de custos: São as despesas que o seu negócio tem para funcionar. É necessário reunir todos os custos, saber quando vencem e organizar de modo a iniciar o planejamento financeiro da sua empresa.

Fontes de receita: Também deve integrar o controle de finanças do seu negócio e consiste em identificar da onde vem o dinheiro para a sua empresa funcionar. Em geral, é por meio das vendas, mas pode haver outras fontes.

Recursos principais: Por fim, os recursos é tudo aquilo que você precisa para funcionar, englobando tanto a estrutura física, quanto os funcionários e o que mais for precisa para desempenhar a atividade chave.

Modelo Canvas e ERP

Depois de fazer o plano de negócios da sua empresa, através do Modelo Canvas, chega a hora de organizar e planejar o dia a dia da sua empresa. Para tanto, um sistema ERP é extremamente útil.

A sigla significa Enterprise Resource Planning e pode ser traduzido como Software de Gestão Empresarial. Isso porque consiste em uma plataforma onde todas as tarefas cotidianas são executadas.

Assim, o controle financeiro, a gestão de estoque, as vendas, o marketing e os demais setores e atividades do seu negócio são executados de um mesmo lugar.

Há também banco de dados, relatórios e muitos outros recursos.Busque sempre um software integrado entre os setores do seu negócio, contribuindo para que, depois de criado, o seu plano de negócios seja colocado em prática com sucesso.

porHellen Gestão Click

Segmentos de mercado: saiba os que mais crescem🌱

Se você está pensando em abrir um negócio próprio ainda em 2019 ou no próximo ano é fundamental conhecer os segmentos de mercado com maior probabilidade de crescimento. 

Então hoje vamos falar sobre os principais segmentos de mercado que têm tudo para continuar crescendo nos próximos anos. Confira os detalhes e escolha um para investir no seu sonho de empreender. 

E-commerce🏪

De acordo com a ABComm (Associação Brasileira de Comercio Eletrônico) a estimativa é que esse mercado alcance os R$ 79,9 bilhões no Brasil, representando um aumento de 16% em relação ao resultado de 2018. 

O segmento de Moda e Vestuário dominou esse mercado (38% das operações), sendo seguido por Saúde e Beleza (12,4%), Acessórios (11,5%), Comidas e Bebidas (7,9%) e por fim, Eletrônicos (4,6%).

A expansão do uso dos dispositivos móveis tem impulsionado o comércio eletrônico e em 2018 quase 54% das transações foram realizadas via mobile. 

Tecnologia da Informação💻

De acordo com o IDC Brasil, o mercado de TI deve crescer 10,5% em 2019 e seguir crescendo nos próximos anos. Os processos de transformação digital nas empresas, a substituições de tecnologias e o constante desejo por computadores, tablets e smartphones impulsionam o setor. 

Existe um amadurecimento do mercado com as áreas de tecnologia interagindo com as empresas e gastando melhor, utilizando os recursos tecnológicos para ganhar escalabilidade. 

Dentro desse mercado os segmentos de segurança da informação, inteligência artificial, captura e análise de dados, cloud computing, e internet das coisas, marketing digital são os que mais se destacam.

Games 🎲

De acordo com a consultoria holandesa Newzoo, o mercado de games deve movimentar cerca de US$ 150 bilhões em 2019 no mundo. Um aumento considerável em comparação a 2018, que movimentou US$ 134 bilhões.

No Brasil, em 2018, o segmento faturou cerca de R$ 5 bilhões (Brasil Gamers Market 2018), tornando-se um mercado com muitas oportunidades para profissionais e jogadores. 

Hoje o Brasil ocupa o quarto lugar no mundo em relação ao consumo de jogos, ficando atrás apenas dos EUA, Japão e China. Mesmo em tempo de crise o mercado continua progredindo. 

Nesse mercado, mais do que em outros, não existe limitação geográfica já que os jogos podem ser comercializados em plataformas na internet que têm abrangência internacional.

Alimentação Saudável🍲

Não é novidade que nos últimos anos as pessoas em geral começaram a se preocupar mais com a saúde. Nos últimos cinco anos houve um aumento, em média, 12% ao ano. 

Seja pela moda das blogueiras fitness, pela própria medicina com o crescente número de pessoas com intolerância a glúten e lactose, ou mesmo pela conscientização das pessoas, esse segmento tem ganhado destaque no mercado. 

Marmitas saudáveis, bebidas detox, e outras novidades que tornam a vida mais saudável e proporcionam mais agilidade para o dia a dia podem ser algumas ideias de negócio. 

Uma pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo revelou que 80% das pessoas se esforçam para ter uma alimentação equilibrada e 71% preferem consumir produtos saudáveis. 

Após investir em um negócio, ainda é preciso administrar ⚙️

Esses são apenas alguns segmentos de destaque no mercado empreendedor para os próximos anos. Mas quem está pensando em abrir um negócio próprio precisa entender que muitas habilidades serão importantes para administrar a sua nova empresa. 

A organização financeira costuma ser um dos principais desafios dos novos empreendedores e para não colocar em risco o negócio é preciso contar com recursos que ajudem a manter os registros controlados. 

Uma dica importante é utilizar um sistema de gestão empresarial desde o início das operações do negócio. Com ele todas as informações são registradas adequadamente e os dados são armazenados com segurança. 

O sistema de gestão empresarial ERP ajuda o empreendedor a controlar diversos setores da empresa como estoque, emissão de notas fiscais eletrônicas, vendas, cadastros de clientes e fornecedores, a área financeira assim como o conhecido fluxo de caixa, entre outros. 

Além disso, o módulo de relatórios oferece informações e insights importantes para que o empreendedor tome decisões sobre o negócio de maneira mais simples e eficiente. 

Agora você já sabe quais mercados são os mais promissores para investir no Brasil nos próximos anos e também como fazer uma gestão mais eficiente do seu negócio. 

Aproveite essas dicas e invista no seu sonho de empreender. 

porHellen Gestão Click

Como divulgar sua empresa na internet

Em um mercado cada vez mais competitivo e conectado, desde os pequenos empresários até as grandes organizações precisam estar atentas com sua presença digital. 

A internet é um imenso Shopping Center que fica aberto 24h por dia, 7 dias por semana, 365 dias no ano. Não ter presença online significa estar com as portas fechadas enquanto a sua concorrência está com o letreiro aceso. Não parece uma boa ideia não é?

O objetivo desta publicação é demonstrar a você que é empreendedor a importância de estar online e as melhores práticas para fazê-lo. É claro que este assunto renderia dezenas de linhas de texto, mas vamos resumir aqui as principais delas.

Planejamento

Esta é uma característica comum tanto para o marketing tradicional como para o marketing online ou marketing digital como é mais conhecido.

Antes de postar uma quantidade infinita de conteúdo, sem nenhum tipo de planejamento ou critério, você precisa primeiro planejar.

Qual é o seu público-alvo? Sua empresa tem isso bem definido? Quais são os interesses em comum deste público e onde está a sua presença online? 

Ele é presente nas redes sociais? Qual é a sua rede preferida?

Todas essas questões precisam ser decididas e planejadas antes de iniciar no marketing online, pois desta forma você estará utilizando os recursos de maneira inteligente e direcionada.

Marketing de Conteúdo

Agora que você já identificou que precisa de um planejamento e de uma estratégia para encontrar o seu público-alvo, é preciso ser notado por ele. E qual é a melhor forma de ser notado? Criando conteúdo que seja do seu interesse.

A lógica do marketing nos últimos anos foi alterada devido ao amadurecimento do consumidor. Antigamente, se oferecia o produto e o cliente precisava adquiri-lo para verificar a sua eficácia.

Hoje, o consumidor quer primeiro ter certeza de que você pode resolver o problema dele antes de contratar o seu produto ou serviço. A oferta é muito grande, portanto você precisa criar uma razão para que ele confie na sua empresa.

Quando o seu perfil ou blog oferece conteúdo de qualidade, que seja de interesse de determinado público e que o ajude de alguma forma, esse cliente passa a ser seu consumidor antes mesmo dele comprar algo de você. 

Ele já consome o seu material, logo, quando precisar comprar algo relacionado aquele assunto, sua empresa será a opção óbvia.

Tenha um site profissional

Sua empresa pode até ser bem conhecida nas redes sociais, mas é um site bem estruturado que vai fazer dela uma organização com credibilidade.

Embora muito poderosas, as redes sociais possuem uma determinada limitação para divulgação de informações e serviços. Seja na quantidade máxima de caracteres que podem ser escritos, seja na falta de recursos mais elaborados para demonstração dos seus produtos e serviços.

E ainda existe uma informação adicional com relação a este assunto. Redes sociais possuem dono e as regras são estabelecidas por ele. No seu site próprio quem dá as cartas é você, assim sua empresa não corre o risco de perda ou censura de algum conteúdo.

Trabalhe bem o SEO

SEO é a sigla em inglês para Otimização de sites para ferramentas de busca. Trabalhar este aspecto é muito importante, pois como diz o ditado, quem não é visto não é lembrado.

Não adianta ter um excelente site, com recursos profissionais se quase ninguém o vê. 

A maior ferramenta de busca do mundo, o Google, possui alguns parâmetros para identificar se um site é relevante ou não para o seu público. 

Ao trabalhar com base nesses parâmetros, o seu site passa a ser considerado pela ferramenta de busca como um site de grande relevância para os internautas e vai ocupando as posições de mais destaque na busca.

Qual site você acha que é mais visitado: aquele que aparece logo na primeira página do Google ou aquele que está a partir da página 5?

Pense sua empresa como um todo

Para ter destaque no mundo online, além das questões que levantamos acima, também é preciso levar em consideração se todos os processos da sua empresa estão interligados, sem gargalos.

Imagine a situação onde o seu site é bem construído e bem visitado, suas redes sociais apresentam resultados excepcionais e na hora da venda a sua empresa não consegue dar conta do recado pois não possui um sistema de faturamento eficiente ou sequer consegue fazer um controle de estoque confiável?

Para este fim existem ferramentas de ERP – sigla em inglês para Sistema de Gestão empresarial – que organizam diversas funções administrativas tão importantes quanto o processo de marketing.

Com um software é possível ter cadastro de clientes, gerar notas fiscais com agilidade, ter controle em tempo real de estoque, relatórios de vendas e diversas outras informações muito importantes para o funcionamento do seu negócio.

porHellen Gestão Click

Fluxo de caixa: 💱 o que é, como fazer e quais os principais benefícios

O fluxo de caixa é uma das ferramentas de gestão empresarial mais importantes quando falamos do sucesso no mundo dos negócios. Por ser algo considerado relativamente simples, muitas vezes pode ser negligenciado causando sérios problemas de administração das empresas.

Na prática o fluxo de caixa bem feito pode representar um grande ganho em qualidade administrativa e até mesmo evitar dores de cabeças maiores, como investimentos desnecessários ou perda de capital.

Veja nossas dicas abaixo:

Afinal, o que é fluxo de caixa?

De modo objetivo podemos dizer que o fluxo de caixa é o controle detalhado de toda a movimentação financeira de uma empresa. É o registro formal das entradas (lucros) e das saídas (gastos). Parece algo muito muito simples, mas o fluxo de caixa depende de alguns fatores para sua correta aplicação.

Para que o controle proporcionado pelo fluxo de caixa seja preciso e eficaz é necessário um apurado registro de todas as transações de capital de um negócio. Ou seja, se o número de saídas não for exato ou se o empresário não tiver real controle de seu lucro, o fluxo de caixa será imperfeito e a empresa terá problemas para se manter saudável.

Para que serve o fluxo de caixa?

Imagine uma empresa que opera baseando-se puramente na sorte, sem saber o quanto gasta, o quanto poderá investir ou o quanto receberá de lucros nos próximos meses.

Assim é um negócio sem um fluxo de caixa eficiente. Parece absurdo, certo? Mas acredite, muitos empresários inexperientes cometem o erro de iniciar seus negócios sem se preocuparem com a realização detalhada do fluxo de caixa.

Como já falamos, o fluxo de caixa serve para controlar tudo o que entra e sai de uma empresa, mas ele vai além disso. Com esse controle é possível prever os caminhos que um empreendimento seguirá a médio e longo prazo.

Desta forma o fluxo de caixa é crucial para a tomada de decisões, pois baseando-se na análise deste indicador o empresário saberá se seu negócio está dando lucro ou não, se possui falhas graves de gerência ou ainda se sua empresa tem chances reais de expansão no mercado.

Como fazer um bom fluxo de caixa?

Cada empreendedor tem o seu modo de fazer fluxo de caixa. O importante é que ele seja feito e com rigor. Durante muito tempo o fluxo de caixa foi feito em cadernos e livros especiais, mas atualmente existem programas de gestão comercial que facilitam o lançamento de gastos e entradas.

É importante saber que para se ter um controle rigoroso é importante contabilizar os seguintes dados:

Saídas

Separe suas despesas em fixas (as que se repetem mês a mês como aluguel, folha de funcionários, pró-labores etc.) e variáveis (as que mudam de acordo com o mês, como fornecedores, compras diversas, impostos etc.).

É importante ainda contabilizar despesas ocultas como taxas de cartão de crédito (que variam de acordo com as vendas em crédito ou débito), gastos com transportadores e entregas.

Entradas

Controle todas as vendas de sua empresa e classifique esses ganhos em lucros à vista (pagos em dinheiro) e a prazo (pagos com cartões, cheques, promissórias).

Não se deve esquecer que as vendas parceladas demandam um controle ainda maior.

Um bom fluxo de caixa deve oferecer os dados diários sobre como sua empresa está caminhando no eixo lucros x despesas. Se há um desequilíbrio com mais despesas que lucros o seu negócio precisa ser repensado. Talvez existam gastos em excessos ou o planejamento de vendas seja ineficiente.

Caso ocorra o contrário, uma taxa de lucros maior que o esperado, talvez seja indicativo de que o seu negócio precise ampliar sua atuação e investir corretamente os lucros obtidos para poder crescer corretamente.

Quais os principais benefícios do fluxo de caixa?

Quando feito com atenção e detalhamento o fluxo de caixa traz ao empresário a vantagem do controle operacional sobre seu negócio. Com ele a gestão se torna mais precisa e objetiva. Mas podemos destacar também:

  • Obtenção de dados mais assertivos na hora de mudar os rumos da empresa. O empresário pode saber se é hora de investir ou de aumentar os lucros.
  • Controle sobre o capital, evitando perda de dinheiro com despesas supérfluas.
  • Maior capacidade de planejamento com real noção de quanto a empresa possui de lucro mensal.
  • Maior capacidade de superar crises, uma vez que o fluxo de caixa permite contabilizar parte dos lucros para momentos de emergência.
  • Maior assertividade na hora de adquirir ou não capital de giro.

Concluindo

O fluxo de caixa é um importante instrumento de análise, controle e interpretação da saúde financeira de seu negócio. Sem ele o empreendedor corre sérios riscos de se afundar no prejuízo e na falta de planejamento. O ideal é que ele se torne um hábito e passe a fazer parte da sua rotina administrativa. Quanto mais detalhado for o seu fluxo de caixa, mais segurança sua empresa terá para enfrentar os desafios do mercado.

porHellen Gestão Click

Orçamento com tecnologia dentro da minha empresa ✔

budget com TI
Orçamento com TI

A tecnologia tem um papel de protagonista no mercado atual, mas mesmo assim algumas empresas têm um tímido orçamento nesse setor. Assim não tem uma percepção positiva para o negócio.

Com investimento adequado em tecnologia pode-se proporcionar grandes benefícios e contribuir para o desenvolvimento da empresa como um todo.

Uma TI avançada gera aumento da produtividade, reduz custos operacionais, abre novas oportunidades de negócios e, ao final do processo, proporciona resultados positivos para a empresa com o aumento da margem de lucro do empresário.

A importância de um orçamento com TI

Hoje existem diversas variáveis complexas responsáveis pelo sucesso da empresa. As inovações tecnológicas certamente contribuem para esse resultado.

Em um mercado altamente competitivo, manter a empresa alinhada com as novas tecnologias e conceitos se torna um grande diferencial, capaz de melhorar significativamente diversos aspectos da rotina.

Como investir em tecnologia na sua empresa?

Aumento da produtividade

Utilizar a tecnologia para otimizar processos e eliminar atividades repetitivas, contribui para o aumento da produtividade dos seus colaboradores e suas habilidades sejam utilizadas em atividades que trazem mais benefícios para a empresa.

A automação de processos auxilia as empresas de diversas formas.

A possibilidade de oferecer novas formas de trabalho como o home office, ou o compartilhamento de espaços com outros profissionais, como o co-working, por exemplo, também permitem que os colaboradores ganhem tempo e disposição para realizar suas atividades com maior entusiasmo.

Melhorar a relação com os clientes

O perfil dos consumidores mudou e muitas empresas ainda não descobriram como se relacionar com seus novos clientes. Para mudar essa realidade é fundamental conhecer bem seus clientes através de dados obtidos com a pesquisa dos hábitos deles.

Utilizar recursos de captação e análise de dados dos clientes e de seus perfis de consumo ajuda as empresas a identificar novas formas de se conectar, atrair e se relacionar com eles.

Com o uso de ferramentas de CRM, a gestão e relacionamento com o cliente se torna mais organizada e confiável, pois elas geram relatórios informações importante que podem demonstrar oportunidades de negócios, ou mesmo de criação de novos produtos ou serviços.

Gestão empresarial

Com o crescimento da empresa, controlar todas as informações de um negócio se torna muito difícil. São muitas entradas, pagamentos, estoque, controle de clientes, fornecedores, questões burocráticas ou fiscais, e manter todos esses dados atualizados e organizados se torna uma tarefa praticamente impossível.

Utilizar um sistema de gestão empresarial ERP facilita essa organização reunindo todas as informações em um só lugar e integrando os setores. Cada módulo oferece os recursos necessários para facilitar os registros e compartilhamento das informações com segurança.

Além disso, o módulo permite a geração de relatórios gerenciais em tempo real que contribuem com a tomada de decisões importantes para a empresa.

Facilitando a comunicação

O tempo é um bem valioso hoje em dia, e com o uso de recursos de comunicação adequados, não é mais necessário o deslocamento de funcionários para participar de reuniões ou para entregas de arquivos e documentos.

Com o uso de recursos tecnológicos de comunicação, é possível realizar reuniões, compartilhar dados, e gravar as conversas facilmente, proporcionando maior agilidade e redução de custos desnecessários.

Isso facilita a vida dos gestores e funcionários.

Analise precisa dos resultados

O sucesso de uma empresa está diretamente relacionado ao planejamento estratégico e ao acompanhamento constante dos resultados. E não é possível saber se uma empresa apresenta bons resultados sem a análise precisa dos seus dados.

Hoje a tecnologia oferece diversos recursos importantes que auxiliam a captação dessas informações e permitem uma análise criteriosa sobre quais ações estão sendo positivas e quais precisam de modificações.

É importante criar um planejamento estratégico eficiente, com objetivos e metas específicos, que permitam a análise dos resultados e as alterações quando for necessário.   

Algumas vezes pode ser difícil para uma empresa identificar em quais pontos a tecnologia pode ajudar, e pode ser preciso a ajuda de uma consultoria especializada que irá analisar as necessidades específicas e indicar as soluções que podem ser utilizadas.

Com essas dicas você já sabe algumas formas de investir em tecnologia na sua empresa. Coloque em prática e perceba os benefícios.


porHellen Gestão Click

A inovação ✈️ como mecanismo para aumentar a receita do seu negócio

É preciso ter um certo cuidado quando falamos em inovação. Trata-se, sem dúvida alguma, de uma excelente estratégia para posicionar sua marca e diferenciar-se da concorrência. Torna seus produtos mais atraentes e os consumidores mais propensos a comprá-los.

Sob esse aspecto, a inovação é, sim, uma excelente mecanismo para aumentar sua receita . Provavelmente, a melhor.💳💳💳

Deve-se, no entanto, atentar para um detalhe, que, na verdade, é quase o problema inteiro. É correto afirmar que quando você faz algo diferente para obter um melhor resultado está inovando. 🌟Questionamentos se fazem necessário: inovando para quem? como? o que? quando?

O Caso Havaianas

Um dos cases mais idolatrados do mundo do marketing é o reposicionamento da marca Havaianas. Para quem não lembra, as sandálias havaianas eram anunciadas como aquelas que “não deformam, não soltam as tiras e não tem cheiro”.

Repare que é o posicionamento de um utilitário, sem nenhuma relação com o conceito de moda 💇🏼 e estilo que acompanha a marca atualmente.

A Alpargatas, empresa que produz as Havaianas, teve uma visão precisa do que estava acontecendo no mundo.

As pessoas cada vez mais procuravam se diferenciar como indivíduos através do consumo. Ao mesmo tempo, o vestir, já no final do século passado, deixará de ser um ato utilitário e cada vez mais se confundia com o estilo próprio das pessoas. Era o mundo fashion.

Em cima disso, a Alpargadas criou um novo conceito para o velho chinelo, transformando-o em artigo de moda, dissociado das camadas mais pobres da população, objeto de desejo de todas as classes sociais, mas com preços acessíveis para todos.

Além disso, deu uma roupagem jovem ao produto e sugeriu que as novas sandálias eram para combinar com quase todas as situações do dia a dia, compondo com diferentes looks.

A base da inovação

Foi uma mudança radical no conceito de marca, que gerou uma nova tendência de consumo. Só que nada disso foi por acaso.

A própria marca Havaianas identificou uma oportunidade de atender à necessidade de pessoas que precisavam de artigos fashion que se adequassem aos hábitos e condições de um clima tropical, onde as pessoas querem se vestir de forma descontraída e leve.

A base de qualquer inovação é responder àquela pergunta: para quem? Não basta fazer diferente, até porque, caso todos façam diferente, quem há de se diferenciar? Uma boa ideia do que é inovar e aumentar a receita pode ser dada pelas academias de ginástica.

As pesquisas mostram que o principal benefício buscado nas academias é a beleza, mas também tem aqueles que buscam uma vida saudável.

Ao compreender aquilo que o cliente  busca naquele ambiente, muitas academias passaram a investir em serviços agregados, o que inclui salões de cabeleireiro, serviço de nutricionista, lanchonetes de refeições naturais e lojas de suplementos.

O cliente não sabe ainda que seria o máximo ter, no mesmo ambiente, ginástica e cabeleireiro. Não sabia, até se deparar com uma academia que tem um salão de cabeleireiro.

Provavelmente, ele ficará satisfeito 😎 com a ideia e o dono da academia aumentará o faturamento. Ele não precisou perguntar ao cliente sobre a ideia de ter um salão de cabeleireiro. Bastou perceber que aquele seu cliente vai à academia para ficar mais bonito.

Serviços diferenciados

Entregar serviços diferenciados é uma outra forma de inovar, mas lembre-se de que inovar é atender e superar expectativas do consumidor. É bastante recente o surgimento dos aplicativos para pedir comida pela internet.

Antes deles, o que havia de melhor era você entrar na própria internet para procurar o telefone de um ou mais restaurantes ou lanchonetes e gastar um bom tempo fazendo o pedido, muitas vezes não conseguindo entender o que o atendente falava do outro lado da linha.

Depois que surgiram esses aplicativos, o único problema que as pessoas podem ter é ficarem perdidas no meio de tantas opções. O mundo virtual levou dezenas de estabelecimentos que oferecem serviços semelhantes para o mesmo ambiente. Quem teve essa ideia, inovou com base em tendências, que envolvem tecnologia e comportamento do consumidor. As pessoas buscam cada vez mais conveniência e agilidade para dedicarem mais tempo às coisas mais importantes, como trabalhar, estudar, cuidar da família e curtir as horas de lazer. Tempo é um ativo precioso e cobiçado.

O que temos é um misto de uso certeiro da tecnologia pelos desenvolvedores dos aplicativos com a percepção de uma oportunidade baseada nas necessidades, estilo de vida e hábitos de consumo. Tudo isso levou ao produto final. Você pode acessar rapidamente o aplicativo, ter acesso a uma enorme variedade de refeições, escolhê-las em diversos estabelecimentos, fazer a encomenda sem precisar telefonar, de qualquer lugar, por meio do celular, efetuando o pagamento eletronicamente.

Outras formas de inovar

Uma dos requisitos para inovar é estar atento às oportunidades de produzir e/ou comercializar produtos sustentáveis. Cada vez mais pessoas percebem a necessidade de mudar sua forma de consumo. Cabe às empresas oferecer as soluções.

Por outro lado, adotar políticas sustentáveis na empresa e divulgá-las é uma ótima forma de conquistar novos clientes. Aliás, essa é uma forma de inovação para dentro.

A inovação ✈️ remodela processos e empreende novos recursos tecnológicos para agilizar a rotina. Reduz custos maximizando a lucratividade do negócio.

Nos dias atuais, temos sistemas de gestão empresarial em nuvem, plataforma de marketing digital experiencias digitais, gerenciador imobiliário com site integrado que conectam pessoas em diferentes lugares.

Inovar é, enfim, encontrar uma forma melhor de resolver um problema, que traga benefícios reais para o consumidor.

Esteja atento às mudanças de hábitos de compra e consumo, valores e expectativas do seu público. Só assim, você vai se especializar no uso da inovação como mecanismo para aumentar seu faturamento. 💳