porLuis Augusto Moretto

Gutenberg o novo editor visual do WordPress em Beta

Gutenberg é o primeiro passo no brilhante futuro do WordPress

É algo pouco comentado, mas Gutenberg não é  apenas  um novo editor para o WordPress. O Gutenberg estabelece as bases para uma

Gutenberg editor WordPress em homenagem ao inventor da prensa (alemão)

Gutenberg editor WordPress em homenagem ao inventor da prensa (alemão)

estratégia de lançamento em três estágios. Gutenberg é uma homenagem ao inventor alemão da prensa.

Primeiro, o WordPress receberá um editor redesenhado. Em um segundo momento, o projeto se concentrará nos modelos de página e, no estágio final, o WordPress se tornará um personalizador de site completo.

Você pode imaginar, isso nos dá infinitas possibilidades e é um passo necessário para manter o WordPress como o # 1 CMS nos próximos anos.

O novo editor de Gutenberg vai ser lançado com o WordPress 5.0. O time de desenvolvimento do WordPress está trabalhando sem parar para transformar este editor em um produto sólido e estável.

Primeira impressão do novo editor

Quando você abre o novo editor pela primeira vez, provavelmente está procurando a interface com a qual todos nos acostumamos.

Agora temos um ambiente de escrita muito limpo, com ótima tipografia e muito espaço para o seu conteúdo brilhar.

Do lado direito, você pode abrir as configurações clicando no ícone de engrenagem. Clicar nos três pontos ao lado da engrenagem permite alternar para o editor de código, para que você possa fazer suas edições no lado do código das coisas.

gutenbert - editor wordpress

gutenbert – editor wordpress

Design por seções

Gutenberg introduz blocos ou seções. Anteriormente, seu conteúdo era estruturado dentro de um grande arquivo HTML. A cada edição, algo novo era introduzido: códigos de acesso, tipos de postagem personalizados, incorporações, widgets e afins.

Tudo com suas interfaces peculiares e comportamento estranho. Agora, você pode criar seu conteúdo exatamente como faz um conjunto LEGO: tudo em uma caixa, seguindo um conjunto padronizado e direto de instruções.

Dicas

Gutenberg está chegando. Estamos nos preparando para isso e você também deveria fazendo o download do BETA. O novo editor provavelmente poderá quebrar algumas coisas… Em breve teremos um ambiente muito mais simplificado com muitas possibilidades interessantes no futuro.

Happy Coding 😀

porLuis Augusto Moretto

Cron jobs: Agendamento de tarefa com NodeJS e PM2

O que são Cron Jobs?

cronjobs com Nodejs e Pm2

cronjobs com Nodejs e Pm2

Crontab é um serviço do sistema operacional que possibilita a execução periódica de serviços em um determinado intervalo de tempo. Isto é normalmente usado para sincronizar dados, bots e outros. Diversas plataformas utilizam Crons para rodar serviços em segundo plano. Exemplo é o Mautic.

Nodejs e Cron Jobs

Existem algumas opções para agendar os serviços nodejs em background.

Utilizando setinterval

setInterval(function(){console.log('TASK'); },3000 );

Executado a cada 3000 milisegundos. Você define um intervalo de tempo e chama seu método dentro da função do setInterval

Dica: Alto grau de acoplamento sendo necessário mudar o Script para alterar o tempo de execução. Baixa performance porque uma instância fica permanentemente em memória.

Pacote Node-Cron

Outra alternativa é utilizar o pacote. Instale o pacote e configure sua chamada.

npm install --save node-cron

Dica: Novamente existe uma situação de acoplamento sendo necessário mudar o Script para alterar o tempo de execução. Apesar disso o gerenciamento da performance é otimizado.

PM2 Como Gerenciador

Uma solução robusta consiste na instalação do PM2.

pm2 start my_first_chatbot.js --cron "*/15 * * * *"

Dica: solução ideal. Permite configurar a execução do serviço my_first_chatbot.js em Background. Sem acoplamento com a lógica de negócio. O PM2 vai rodar o seu Script e finalizar o mesmo a cada 15 minutos. (0,15,30,45) minutos de cada hora.

Permite escalar para rodar múltiplos processos fazendo um fork da instância.

Dicas para agendar suas tarefas node com PM2

*     *     *   *    *        Comando a ser executado
-     -     -   -    -
|     |     |   |    |
|     |     |   |    +----- dia da semana (0 - 6) (Domingo=0)
|     |     |   +------- mês (1 - 12)
|     |     +--------- dia do mês (1 - 31)
|     +----------- hora (0 - 23)
+------------- minuto (0 - 59)
 
porLuis Augusto Moretto

Porque devo hospedar meu WordPress na DigitalOcean?

WordPress DigitalOcean

Você pode esperar que o DigitalOcean seja o local ideal para hospedar o WordPress em termos de velocidade, conectividade e desempenho.

Devo hospedar meu wordpress na digital ocean?

Devo hospedar meu wordpress na digital ocean?

Então a resposta óbvia é sim; eles são bons, muito bons.

Características

O ambiente DigitalOcean é um ambiente de hospedagem não gerenciado .

O que significa que depois que o droplet é implantado, cabe a você manter, configurar e monitorar o servidor e o WordPress.

No entanto, a instalação do WordPress é bastante simples e há muitos guias disponíveis. Embora não haja suporte por chat / telefone, você pode pedir ajuda na seção da comunidade. Então, obviamente, há uma curva de aprendizado.

A grande sacada é a vasta documentação. Com um pouco de iniciativa você tem tutoriais para configurar a infraestrutura sob demanda.

Como implantar o WordPress DigitalOcean

Passo 1. Inscreva-se com o link de referência para obter o primeiro mês grátis

Passo 2. Escolha criar um “Droplet

Etapa 3. Selecione o tamanho do droplet (mínimo de 1 GB para o WordPress)

Passo 4. Selecione sua região (tempo de resposta fica otimizado para sites regionais)

Passo 5. Na seção de imagens, escolha WordPress em Aplicativos.

Passo 6. Configurar rede privada, IPv6 ou backups

Passo 7. Escolha as chaves SSH que você deseja usar para aumentar a segurança (opcional)

Passo 8. Clique em criar droplet

Passo 9. Acessar o droplet via SSH para ativar o WordPress (medida de segurança)

Passo 10. Navegue até o seu endereço IP para iniciar a instalação do WordPress

Passo 11. Configure seu domínio

Dicas de escalabilidade WordPress na DigitalOcean

Quando experimentei o DigitalOcean para configurar uma instalação adequada do WordPress estudei diversas documentações. Assim aprendemos diferentes aspectos do serviço.

Um Aspecto fundamental para quem está começando é a escalabilidade. Com um Droplet de 5$ é possível rodar diversos serviços na nuvem.  Com a infraestrutura da DigitalOcean pode-se escalar disco, memória e processamento sob medida para o seu negócio.

Além disso está previsto o lançamento dos Kubernetes na DO o que vai revolucionar o processo de escalabilidade e redundância dos SaaS.

porLuis Augusto Moretto

Apple exige politica de privacidade para todos os Aplicativos na App Store partir do dia 3 de outubro de 2018

Mudanças para os desenvolvedores IOS

apple-privacy-policy

Todos os aplicativos na App Store devem ter uma política de privacidade publicada para manter os APPS disponíveis na loja.

A Apple está reprimindo aplicativos que não comunicam aos usuários como seus dados pessoais são usados, protegidos ou compartilhados. Em um anúncio postado para desenvolvedores através do portal App Store Connect, a Apple diz que todos os aplicativos, incluindo os que ainda estão em teste, terão que ter uma política de privacidade a partir de 3 de outubro de 2018.

Permitir aplicativos sem políticas de privacidade é algo óbvio que a Apple já deveria ter ligado, dada sua natureza geralmente protetora sobre os dados do usuário. Mas a mudança é ainda mais crítica agora que os regulamentos GDPR da Europa entraram em vigor.

Embora os próprios criadores de aplicativos sejam responsáveis ​​pelos dados de seus clientes, a Apple, também tem responsabilidade legal.

Atualmente, as plataformas estão sendo responsabilizadas pelo comportamento de seus aplicativos e pelo mau uso de dados que pode ocorrer como resultado de suas próprias políticas em torno desses aplicativos.

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, por exemplo, foi arrastado diante do Senado dos EUA sobre o escândalo Cambridge Analytica, onde dados de 87 milhões de usuários do Facebook foram obtidos de forma inadequada por meio de aplicativos do Facebook.

Política de privacidade: entenda as mudanças

O novo requisito da Apple, portanto, oferece à empresa uma camada de proteção – qualquer aplicativo que se encontre entre as invasões futuras poderá ser responsabilizado por meio de sua própria política de privacidade e das declarações que ela contém.

A Apple também observa que o link ou o texto da política de privacidade não pode ser alterado até que o desenvolvedor envie uma nova versão de seu aplicativo. Parece que ainda há um pouco de brecha aqui – se o time de desenvolvimento disponibilizar um link apontando para uma página da Web externa, eles poderão alterar o que a página da Web diz a qualquer momento depois que o aplicativo for aprovado.

A nova política será necessária para todos os aplicativos e atualizações de aplicativos na App Store, bem como na plataforma de testes TestFlight, a partir de 3 de outubro, diz a Apple.

Questões em aberto

O que não está claro é se a própria Apple estará revisando todas as políticas de privacidade como parte dessa mudança, a fim de rejeitar aplicativos com políticas de uso de dados questionáveis ​​ou proteções de usuários. Se isso acontecer, os tempos de revisão da App Store poderão aumentar, a menos que a empresa contrate mais funcionários.

A Apple já se posicionou sobre aplicativos que considera questionáveis, como o aplicativo Onavo, da Facebook, que foi expulso da App Store no início deste mês. O aplicativo estava no ar há anos, no entanto, e seu texto na App Store revelou que os dados coletados eram compartilhados com o Facebook. O fato de a Apple ter apenas inicializado agora parece indicar que será necessária uma postura mais rígida em aplicativos projetados para coletar dados do usuário como uma de suas principais funções daqui para frente.

porLuis Augusto Moretto

Postman Collection – Documentação para seus serviços REST

O que é o Postman Collection?

O Postman Collection é um aplicativo para criar solicitações HTTP. Auxilia na documentação, organização e agrupamento de API relacionadas.

Possibilita que a documentação das requisições de sua API sejam organizadas em pastas e podem ser facilmente serem exportadas e compartilhadas com outras pessoas

Documentando sua API

O primeiro passo para utilizar o Postman Collections é fazer o download para o seu SO. Após o download e instalação, abra o aplicativo e selecione a opção NOVO conforme abaixo.

postman collection

postman collections app

Neste tela podemos:

  1. Fazer requisições a serviços via HTTP para testar Endpoints
  2. Organizar uma coleção de serviços  REST / Soap(API)
  3. Salvar configurações de ambiente frequentemente utilizadas
  4. Documentar sua API
  5. Criar um servidor MOCK
  6. Monitorar seus Endpoints

Testando Endpoints

Esta opção permite testar os endpoints passando parametros, informações no header body e autenticação;

Organizar coleção de APIS

Esta funcionalidade permite criar projetos e associar um conjunto de Endpoints com o projeto;

Salvar configurações de ambiente

Permite compartilhar informações de ambiente como banco de dados, variáveis de configuração para deploy (implantação) de um projeto.

Documentação de API

Aqui podemos definir a URL da api, seus parâmetros, resposta da requisição, formato, codigo de sucesso e erro. Além disso permite definir os parâmetros do body, header e autenticação.

Servidor MOCK

É um conjunto de endpoints simulando o comportamento do serviço. Na prática a resposta da requisição está “chumbada” no código. O serviço mock fica hospedado no site do postman collection.

Monitor

Monitora seus endpoints como se fosse uma cron para checar se os serviços estão rodando. Excelente para o ambiente de produção onde precisamos de alertas caso um determinado serviço pare de responder.

Dicas

  1. Escreva testes para suas apis
  2. Não misture os testes com a documentação. Separe!
  3. Organize os testes em pastas: a medida que sua api cresce fica mais complexo de manter. Crie pastas de testes organizadas por módulos!
  4. Reutilize código!

 

porLuis Augusto Moretto

PM2 – Gerenciador de Processos para o Node.JS

Mantenha os processos Node.js rodando com o PM2!

PM2 é uma ferramenta para o gerenciamento de processos Node.js.  A ferramenta funciona como um container onde você pode instanciar diversos processos, pausar e remover.

Seu principal cenário de uso é manter uptime perto de 100%.  O gerenciador vem com um balanceador de carga integrado.

Ele permite que você mantenha os aplicativos ativos para sempre, reload  sem tempo de inatividade e facilitando a vida do Devops.
Veja alguns dos benefícios da ferramenta de gerenciamento de processos Node.js

  1. Monitoramento das aplicações
  2. Integração com containers
  3. Hot reload das aplicações
  4. Fácil integração com serviços de deploy contínuo
  5. Logs das aplicações
  6. Facilidade em escalar as aplicações (modo cluster ou fork)

Instalação

A Instalação no Linux é bastante simples pelo comando apt: (existem versões para o Windows e Mac)

sudo npm install -g pm2

Agora, temos o comando pm2 que pode ser chamado de qualquer lugar.

Comandos PM2

Para listar os processo rodando com o PM2 usamos o comando abaixo:

list: mostra todos os processos gerenciados

pm2 list
listagem dos processos node rodando em memória

listagem dos processos node rodando em memória

 

 

 

 

 

Stop parando uma aplicação

Para parar um processo que está rodando basta executar o comando abaixo onde o 0 indica o ID do APP

pm2 stop 0

Start Iniciando uma aplicação

Para iniciar um processo com o pm2 acesse a pasta onde esta o seu script.js e digite na linha de comando

pm2 start script.js --name meu_app

Dicas

O PM2 também fornece um conjunto de métodos úteis para ajudar os desenvolvedores a gerenciar e monitorar os processos do Node.js, como monit, logs, status, etc.

O modo Cluster é um modo especial ao iniciar um aplicativo Node.js, ele inicia vários processos e consultas HTTP / TCP / UDP de balanceamento de carga entre eles. Isso aumenta o desempenho geral (por um fator de x10 em máquinas de 16 núcleos) e confiabilidade.

Grandes empresas como PayPal, Best Buy e IBM utilizam o pelo seu grande poder no gerenciamento e manutenção e aplicações no ambiente de produção.

Consulte o site oficial e o repositório no GitHub, pois tem muita coisa interessante que é possível fazer com o gerenciador.

porLuis Augusto Moretto

Análise de Sentimento no conteúdo de Blogs com NodeJS

Análise de sentimentos com NodeJS

Introdução

A análise de sentimento ou ainda IA de emoção refere-se ao uso de processamento de linguagem natural para identificar, extrair, quantificar e estudar estados afetivos e informações subjetivas de forma sistêmica.

A análise de sentimento é aplicada em cenários de negócios. Como exemplos podemos citar: marketing de atendimento ao cliente e medicina clínica.

Como funciona a Análise de Sentimento?

Análise de Sentimentos é o processo de determinar se o conteúdo de um texto é positivo, negativo ou neutro. É também conhecida como mineração de opinião, derivando a opinião ou a atitude de um palestrante. Um caso de uso comum para essa tecnologia é descobrir como as pessoas se sentem em relação a um determinado tópico.

Este mecanismo é resultado de uma pesquisa científica AFINN-165 que analisa lista de palavras em busca de sentimentos.  A escala de análise de sentimento tem um intervalo de -5 indicando que o texto apresenta conotação negativa, 0 sendo neutro e 5 como um texto com conotação positiva.

Implementando um serviço de Análise de Sentimentos com NodeJS

Para implementar nosso protótipo de um serviço que analisa sentimentos em textos, blogs vamos utilizar a biblioteca do Node. O primeiro passo é instalar a seguinte biblioteca do NodeJs.

npm install sentiment-ptbr

Depois de instalar a biblioteca crie um arquivo index.js

Neste arquivo edite para ficar similar ao exemplo abaixo:

var http = require('http');
var sentiment = require('sentiment-ptbr');

var ScoreText = "";
//create a server object:
http.createServer(function (req, res) {
    ScoreText = sentiment(decodeURI(req.url));//recupera o texto da url
    res.write(JSON.stringify(ScoreText)); //Escreve o JSON de sentimento na Saida
    res.end(); //fim da requisição
}).listen(8080); //ouve na porta 8080

Feito isso basta rodar o seu projeto digitando no console: node index.js isso vai iniciar o serviço em http://localhost:8080

O resultado da execução do serviço para as seguintes frases respectivamente é:

  1. Oi bom dia. Como você está? Precisas de alguma coisa? 😀

  2. Horrível sua performance 🙁

resultado da analise de sentimento de duas sentenças

😀 Happy code

porLuis Augusto Moretto

Termux – Desenvolvendo Aplicativos Node.js em seu Android

O que é o Termux?

node_js_termux_android_emulator

O Termux é um emulador Linux desenvolvido para o Android.  Permite que o dispositivo Android funcione como um terminal LINUX.

Nele podemos dar diversos comandos linux desde um ls -l para listar diretórios até instalação de pacote com apt install <Pacote>

O processo de instalação do Termux é bem simples.

Basta fazer o download do APP a partir da Playstore e o emulador está pronto para uso.

 

Configurando o Termux para o desenvolvimento

O primeiro passo após a instalação em seu dispositivo Android é fazer a atualização das bibliotecas. Para isso acesse o APP em seu celular e digite:apt update; depois apt upgrade.

Com esses dois comandos iremos atualizar o core do Termux. Agora podemos instalar os utilitarios do sistema. Isto é um requisito para a gente poder rodar o NodeJs. Então rode no seu console o comando apt install coreutils.

Instalando o NodeJs em seu Android

Após atualizar as bibliotecas e instalar os utilitários do core atendemos aos requisitos para rodar o NodeJs.  Para instalar o node execute o seguinte comando no console bash: apt install nodejs.

Pronto agora o node está instalado. Para verificar a versão atual digite no console node -v

Conexão do Dispositivo Via USB

Podemos rodar o NodeJS como um serviço no emulador criando endpoints REST.  Neste caso precisamos expor os serviços com um IP válido na rede. Uma estratégia para esse modelo é redirecionar as requisições de um IP válido para o dispositivo conectado via USB.

O mecanismo de redirecionamento se da através do ADB. Com o Adb podemos configurar uma regra de redirecionamento de portas. Exemplo. Tenho um serviço REST rodando no ip 192.168.0.27 na porta 8088 da subrede. Esse IP e porta correspondem ao restify do NodeJS.

Para que as requisições que chegam em um computador (gateway) sejam redirecionadas para o serviço corretamente, implemente a seguinte regra de redirecionamento com o ADB: adb forward tcp:8080 tcp:8088

Dicas

Outra estratégia utilizada na Deep Web é transformar o Termux em um terminal Onion.  É possível ainda instalar outros pacotes como o APACHE2, PHP, Python etc.

Realmente uma forma criativa de gerenciar terminais remotos, criar servicos e endpoints inclusive para a Deep web.

porLuis Augusto Moretto

Como garantir a entrega de seu Email Marketing (evite spam)

O que é email spam e lixo eletrônico?

Monitor screen showing spam in the mailbox

Monitor screen showing spam in the mailbox

Spam, ou lixo eletrônico, refere-se a e-mails mal-intencionados e não solicitados enviados por “spammers” que querem algo de você, querem fazer algo com você  (por exemplo, atacar seu computador com um vírus).

É claro que há uma diferença entre as pastas spam e spam, que é o repositório de todas as coisas que clientes de email e provedores de serviços de Internet (ISPs) consideram spam. Nem tudo na pasta de spam é mal-intencionado e, na verdade, muito disso não é. É por isso que é importante aderir às práticas recomendadas para evitar ser marcado como spam por conta própria.

O conteúdo mal-intencionado foi praticamente removido pelos ISPs, que reforçaram seus filtros nos últimos anos. No início dos anos 2000, você provavelmente ainda estava lidando com bobagens em sua caixa de entrada e isso provavelmente fez você odiar um pouco sua caixa de entrada. Hoje, é improvável que um verdadeiro e-mail de spam chegue à caixa de entrada.

Dito isso, é mais fácil do que nunca que os consumidores marquem e-mails como spam por meio de botões de um clique em clientes como o Gmail, que armazenam e-mails futuros desse remetente na pasta de lixo eletrônico.

Definições de entrega de email

Definição de filtro de spam

Há muitas verificações que acontecem quando um email passa pelo servidor. ISPs (como Gmail, Yahoo, AOL) colocaram filtros no local para proteger spam ou emails mal-intencionados que chegam na caixa de entrada de um destinatário.

Uma coisa a ter em mente é que a capacidade de entrega é diferente da entrega. Os dois soam muito parecidos, mas não devem ser confundidos.

A taxa de entrega é calculada como quantos e-mails são enviados do total enviado. A taxa de entrega, na verdade, inclui todos os emails aceitos pelo ISP, que incluem emails que chegam à pasta de spam.

Você pode ter uma taxa de entrega de 100%, mas se sua taxa de entrega for de apenas 45%, você está perdendo uma oportunidade de se comunicar com seus clientes.

Como impedir que e-mails sejam direcionados para a pasta de spam

Existem várias práticas recomendadas e dicas que você pode seguir para melhorar sua reputação e capacidade de entrega. Dicas a adotar:

Endereços do remetente:

✗ Evite o uso de endereços de e-mail gratuitos baseados na Web (Gmail, Hotmail, etc) para os endereços dos remetentes.

✓ Use um endereço de e-mail de domínio personalizado que esteja vinculado ao seu site. Você poderá então configurar o DKIM & SPF , que permitirá a autenticação de e-mail pelos servidores destinatários.

✓ Certifique-se de que seu site esteja ativo e em execução. Enviar email de um endereço que esteja vinculado a um site inativo ou em branco fará com que os ISPs sejam suspeitos.

Listas de contatos:

✗ Não compre, peça emprestado ou copie listas de contatos de terceiros. Nota: Uma armadilha de spam é um endereço de email que não é usado para comunicação e nunca deve receber emails; se receber e-mail, será considerado automaticamente como spam

✓ Desenvolver listas de contatos de boa qualidade, coletando endereços de e-mail através de um opt-in do seu site. Um double opt-in processo é recomendado para eliminar mis-digitado ou e-mail falso endereços.

✓ Atualize e limpe regularmente suas listas de contatos. Monitore seus resultados de correspondência e remova os endereços de e-mail mais antigos não bloqueados ou não envolventes. Concentre-se nas pessoas mais interessadas em seus boletins informativos.

Conteúdo de email:

✗ Não use TODAS AS PALAVRAS CAPITALIZADAS na sua linha de assunto ou corpo.

✗ Evite usar palavras do tipo spam (‘Free’, ‘Sale’, ‘Cash’, ‘Oferta por tempo limitado’, etc).

✓ Mantenha sua linha de assunto entre 35 a 50 caracteres. Quanto mais longo for o assunto, maior será a probabilidade de ser sinalizado como spam.

✓ Enviar conteúdo que seus assinantes se inscreveram e estão esperando. Se você enviar conteúdo não relevante, seus inscritos poderão marcá-lo como um spammer. E quanto mais pessoas abrirem seus boletins, melhor sua reputação

✓ Envie seus boletins de notícias de forma consistente.

Conselhos sobre como enviar e-mails em massa

O envio de e-mails em massa que chegam na caixa de entrada, infelizmente, pode ser um processo bastante frustrante, especialmente se você não estiver no topo de suas listas, campanhas e processos de envio.

Configure corretamente o DKIM, SPF e DMARC de seu domínio antes de enviar emails através dele!

porLuis Augusto Moretto

Como otimizar projetos e atividades do seu negócio?

Quer otimizar projetos e atividades de sua Startup ou negócio?

Em qualquer setor econômico, o gerenciamento de atividades e projetos é essencial para o sucesso de um empreendimento, mas é ainda mais importante, para micro, pequenas e médias empresas.

Principalmente, porque precisam compensar suas restrições orçamentárias para investimento, com um sistema de gestão empresarial  que proporcionem agilidade e economia em seus processos.

E quando analisamos o mais recente perfil das ME e EPP realizado pelo SEBRAE, percebemos que os empresários têm consciência relativa desta necessidade, embora talvez, não de forma direta.

Para dar um exemplo, quando perguntados sobre a principal dificuldade do dia a dia de suas empresas, em primeiro lugar, com 30% das respostas, aparece “vender mais”.

Por outro lado, quando perguntados sobre as áreas em que mais precisam se capacitar, quatro itens são apontados por mais de 40% dos empresários:

  • Controle financeiro;
  • Propaganda / Marketing;
  • Melhorias de qualidade;
  • Atendimento ao cliente.

Ou seja, micro e pequenos empresários querem crescer e vender mais e também, sabem que o caminho passa pela melhoria dos processos internos, algo que compõe um cenário muito positivo para a implantação de ferramentas de gerenciamento de atividades e gestão empresarial.

Sobretudo, com as opções atuais, baseadas em plataformas online, que oferecem uma gama de possibilidades, dentre as quais se pode encontrar aquelas mais adequadas a cada negócio.

Exemplos de Ferramentas Para Gerenciamento de Atividades

O primeiro grande problema para a gestão de processos, está no estabelecimento de tarefas claras, com etapas bem definidas, dentro de um fluxo de trabalho (Workflow).

O que as ferramentas de gerenciamento de atividades fazem, é justamente oferecer um ambiente online, para organização, acompanhamento e controle de cada etapa destas atividades, com distribuição de tarefas individuais.

Como são atualizadas em tempo real, quando bem utilizadas, tem impacto direto na qualidade dos processos internos, tanto porque eliminam erros de comunicação, quanto porque erros de execução são identificados rapidamente.

Em resumo, há um ganho de agilidade e qualidade, que contribui diretamente para um maior controle de custos e também, para melhorias no atendimento aos clientes.

Mas, para não nos estendermos demais, vejamos algumas das principais ferramentas disponíveis:

  • Trello: permite a criação de várias listas de atividades, com sincronização em múltiplos aparelhos, para que todos saibam o que devem fazer e quando.
  • Asana: o funcionamento é basicamente o mesmo, mas a interface é diferente, o que significa que você pode testar o que se adapta melhor a sua realidade.
  • Slack: esta outra ferramenta mantém o foco na comunicação de equipes, separadas por projetos e atividades, conforme a necessidade.
  • Basecamp: como as anteriores, o funcionamento também é similar, mas o foco está na facilidade de uso.
  • Github: Além do repositório de código, permite gerenciar o backlog de projetos através de um dashboard de atividades.

É importante destacar que apesar de terem diferenças entre si, não há uma ferramenta de gerenciamento de atividades necessariamente melhor que a outra; o que vale é a adaptação da sua equipe ao uso de cada uma.

E dito isto, podemos completar esta lista de ferramentas com um outro tipo de software, conhecido como ERP.

ERP´s e sua Importância Para o Gerenciamento de Atividades

As ferramentas de gerenciamento de atividades e projetos apresentadas, funcionam como o “óleo” que mantém as engrenagens em movimento, mas o alimento básico deste sistema é a informação.

Ou seja, um projeto e suas diversas etapas, são definidos a partir das informações mais gerais sobre o negócio, como os processos internos, as necessidades dos clientes, os prazos, custos e assim por diante.

Quanto melhores forem estas informações, melhores serão os resultados de cada equipe ou projeto e é aí que entram os ERP´s (Enterprise Resouce Planning).

Em suma, um tipo de software planejado para agrupar todas as informações e controles de uma empresa, em uma única plataforma, incluindo aquelas preocupações dos empresários brasileiros, apontadas desde o início, destacando duas funcionalidades:

  • Automação de rotinas, como por exemplo, emissão de Nfe; ordens de serviço, orçamentos, geração de relatórios e assim por diante;
  • Controle financeiro centralizado, considerando estoques, contas a pagar e a receber, fluxo de caixa, entre outras funcionalidades.

Além disso, os ERP´s online contam com uma série de outras funcionalidades, cruciais para a gestão empresarial, como você pode conferir neste link.

E assim, concluindo esta nossa jornada, enfatizamos que a união destas duas ferramentas, para gestão do negócio em si e também, das suas diversas atividades, se constituem em uma vantagem competitiva.

Se pudéssemos definir suas vantagens em uma única frase, diríamos:

redução de custos, com maior controle de qualidade e prazos, resultando em crescimento do negócio.