O Futuro do Conteúdo: CMS desacoplados, publicação multicanal e o conteúdo como um serviço

porLuis Augusto Moretto

O Futuro do Conteúdo: CMS desacoplados, publicação multicanal e o conteúdo como um serviço

CMS HEADLESS
CAAS - Content As A Service

Introdução

Digamos que você está planejando gerenciar conteúdo para um site, aplicativo mobile e erp de sua empresa.

Em vez de usar um CMS no cliente do site, faz mais sentido dissociar seu conteúdo inteiramente e acessá-lo através de uma API ou SDK.

Isso é um CMS sem cabeça ou Headless.  O CMS torna-se um fornecedor de conteúdo, fornecendo conteúdo como um serviço para muitas saídas.

As experiências são distribuídas muito além de uma única propriedade digital.

Plataformas tradicionais do CMS, como o WordPress e o Drupal, se vendem como um único software de solução que administra o gerenciamento de conteúdo e a sua saída e exibição.

Muitas vezes isso significa amarrar conteúdo de uma maneira que exige o CMS para criar todas as experiências do cliente.

Características de uma solução de conteúdo como um serviço

As funções de um CMS tradicional, que controla a apresentação e exibição de conteúdo, foram eliminadas.

Embora pareça que CaaS faz menos do que um CMS tradicional, o que realmente faz é simplificar o gerenciamento de conteúdo e dar-lhe mais flexibilidade.

Em vez de determinar a forma como o conteúdo é exibido, ele entrega essa função para outros sistemas que podem implantar e apresentar conteúdo. Exemplo de um Game que roda no Celular, PC, XBOX, Playstation. 

  • Conteúdo fornecido ao mundo através de uma API baseada em REST;
  • Formatos de dados estruturados para retornar conteúdo por meio de consultas simples;
  • Administração distribuída de conteúdo e fluxo de trabalho;
  • Um repositório de conteúdo hospedado na nuvem para acesso universal;
  • Disparadores que alertam as aplicações de experiência do cliente que consomem conteúdo para atualizações de conteúdo;
  • Definições de metadados que podem ser definidas e movidas juntamente com o conteúdo via API;

Dicas para implementar um CMS CAAS - Conteúdo como um Serviço

Aqui estão apenas alguns casos de uso em que faz sentido empregar um CaaS – Conteúdo como um Serviço em vez de um CMS tradicional:

  • Gerenciamento de conteúdo móvel: um CaaS permite às empresas atualizar o conteúdo do aplicativo dinamicamente. Isso evita reenviar os aplicativos para marketplace cada vez que uma mudança é feita.
  • Publicação multicanal: um único repositório de conteúdo facilita a implantação do mesmo conteúdo em vários canais (aplicativos e sites).  Em vez de criar e manter sistemas de conteúdo separados para cada um.
  • Maior flexibilidade UX: Como o conteúdo de um CaSS CMS está separado das camadas de exibição e apresentação, os designers são praticamente livres para construir qualquer UX que possam imaginar.
  • Inteligência artificial e chatbots: o conteúdo estruturado fornecido através da API é mais fácil de se mover para uso por agentes artificialmente inteligentes e chatbots. Os robôs gostam de poder consumir conteúdo estruturado via API.

Happy Coding! 😀