Por que investir na criação de aplicativos para sua startup? | Morettic

Por que investir na criação de aplicativos para sua startup?

porGuia de Investimentos

Por que investir na criação de aplicativos para sua startup?

A presença do mundo digital na sociedade é cada vez maior. Difícil encontrar alguém sem um smartphone na mão, ou que ainda não tenha feito o uso de nenhum aplicativo para celulares. 

De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Brasil já superou a marca de um smartphone por habitante, com mais de 220 milhões de celulares inteligentes ativos.

Para a FGV, os smartphones devem superar o número de computadores, telefones fixos e celulares até 2020. Segundo a pesquisa, o ano de 2018 registrou 174 milhões de computadores, incluindo os notebooks, tablets e computadores de mesa. O total é quase 50 milhões a menos do que o número de smartphones.

Nesse sentido, não é de se espantar que o mercado fique atento a essa nova forma de relacionamento e consumo das pessoas. Por essa razão, os aplicativos empresariais são cada vez mais recorrentes. 

Segundo um estudo da Gartner Inc., aproximadamente 71% do mercado mundial já adota esse tipo de tecnologia, incluindo o Brasil. Os dados mostram que a demanda é maior para os negócios inovadores, como as startups.

O que são startups?

O termo “startup” surgiu nos Estados Unidos, mas somente se popularizou no Brasil nos anos de 1996 a 2001, com o “boom” das empresas ponto.com, isto é, de empreendimentos de tecnologia da informação e comunicação alocadas no espaço da internet. 

A partir disso, já fica fácil entender o porquê o desenvolvimento de aplicativos tem mais demanda para essas empresas.

Mas, nem toda empresa de tecnologia é uma startup. O diferencial está no modelo de negócios, pois as startups têm como conceito principal a geração de valor. Um exemplo claro é o Google, que cobra por cliques em anúncios que aparecem nos resultados de busca. Outro exemplo é o modelo de franquias, onde se paga royalties por uma marca e tem uma receita com suporte do franqueador.

No presente, o modelo de negócios das startups é cada vez mais comum, ainda mais pela lógica do mercado ter sido atravessada pelas mudanças das mídias online, bem como os novos comportamentos dos consumidores, que são cada vez mais permeados pelas tecnologias.

Sendo assim, há uma grande diversidade de startups: desde as que fornecem soluções tecnológicas para instalações industriais, até as do ramo educacional. Em conjunto, com o crescimento cada vez mais intenso do mercado mobile, o investimento em aplicativos tem se mostrado uma ótima opção para a lucratividade e geração de renda.

As vantagens de investir em um aplicativo mobile

Melhor gerenciamento de atividades

Além do uso cada vez mais assíduo de smartphones, o público utiliza 6 vezes mais aplicativos do que sites mobiles. Por isso, as empresas e startups estão se adaptando para atender seus clientes da melhor forma possível, isto é, da maneira como ele está habituado a consumir conteúdo.

Para esclarecer melhor, imagine uma empresa que trabalhe com projetos de gerenciamento de áreas contaminadas. O sucesso do negócio depende diretamente das especificações do planejamento, bem como de uma descrição detalhada de todas as etapas da obra, materiais e equipamentos usados, controle das áreas contaminadas e, sem deixar de mencionar o cumprimento das legislações.

Com um aplicativo mobile, a empresa de gerenciamento pode otimizar o tempo e o custo na elaboração do projeto, além de ter um armazenamento de dados muito mais eficiente e organizado. Além disso, os aplicativos contribuem para a redução de processos manuais, em que é inevitável o surgimento de erros humanos, com consequências negativas.

O mesmo serve para uma empresa que trabalha com o fornecimento de energia solar fotovoltaica residencial. Todo o projeto demanda certas especificações, que devem levar em conta a planta do imóvel, o espaço, a instalação das placas fotovoltaicas e demais equipamentos. Os aplicativos conseguem gerenciar todas essas informações, de modo automático.

Além disso, a tecnologia mobile também pode ser programada para dar notificações sobre as necessidades de manutenção ou revisão de determinados equipamentos, como no caso do gerador de energia solar residencial. Fora as demais personalizações do aplicativo, conforme as necessidades da empresa.

Engajamento do público e dos clientes

Além de aumentar a quantidade de pessoas que terão acesso ao seu produto e/ou serviço, diante dos dados apresentados anteriormente sobre o uso de mobiles e smartphones, os aplicativos também melhorar a experiência do usuário e, como consequência, tendem a atrair novos potenciais clientes.

Atualmente, muitas empresas e startups têm se preocupado em oferecer sites responsivos, que se adaptam às telas de diferentes tamanhos. Mas, às vezes, mesmo com muito esforço, a experiência do usuário com os sites não é a mesma com os aplicativos. Assim, ao oferecer produtos e/ou serviços em apps, as chances de concretização de venda podem ser potencializadas.

Além disso, vale dizer que os aplicativos são especialmente desenhados para smartphones. Todos os seus conceitos, comandos e menus seguem uma lógica mobile, para uma usabilidade simples, objetiva e intuitiva. Assim, ao oferecer um aplicativo para montagem de maquete eletrônica 3D, o programador considera a lógica do touch, além de outras especificações próprias dos smartphones, que contribuem para a melhor experiência do usuário.

Outra vantagem do aplicativo é a comodidade. Com ele, o usuário pode realizar diversas ações em um só lugar, como comprar os produtos, conferir datas de entrega, buscar por orientações e ter um atendimento personalizado. Assim, ao comprar uma cadeira de rodas motorizada preço diferenciada em um aplicativo, o cliente pode, inclusive, acompanhar o rastreamento da mercadoria, ter acesso ao manual de uso, entre outras vantagens. Isso aumenta consideravelmente o engajamento com a marca.

Melhor armazenamento da base de dados

Uma forma efetiva de aumentar a lucratividade e as vendas é oferecer aos clientes produtos personalizados, isto é, algo que eles realmente precisam. Isso pode ser feito da seguinte maneira:

  • Por meio de pesquisas de opinião em formulários online;
  • Por meio da análise do feedback dos consumidores;
  • Por meio do perfil médio dos clientes (persona);
  • Por meio da base ou banco de dados.

Com os aplicativos mobile, é possível conferir com mais precisão o armazenamento do banco de dados, conforme descrito no último item. Os apps coletam informações que os usuários deixaram na rede e, de maneira automática, cria um perfil mais preciso dos clientes. Assim, é possível mapear o comportamento dos consumidores e criar estratégias objetivas de abordagem.

Por exemplo, o banco de dados pode apontar que os usuários que procuram por proteção de maquinas e equipamentos nr12 trabalham, geralmente, em indústrias de construção civil e já sofreram acidentes com colaboradores. Com isso, a empresa pode traçar um planejamento, demonstrando a eficácia no serviço de treinamento e adequação das máquinas à NR 12.

Outro ponto positivo, ainda na questão do banco de dados, diz respeito às informações referentes aos principais horários de busca, qual push gera maior número de cliques, bem como quais conteúdos foram mais acessados. Através disso, a startup pode adequar o marketing, ajustando para ações personalizadas.

Maior espaço para inovação

Os aplicativos permitem que as empresas invistam mais em inovação, o que acaba sendo uma vantagem em relação aos concorrentes. Além disso, é possível testar algumas estratégias no mobile, antes de aplicá-las a outras plataformas de marketing. Assim, as startups podem verificar se determinada ação é realmente eficiente para gerar vendas.

Além disso, a inovação também cria maior fidelização com os clientes. Por exemplo, os usuários que baixaram o aplicativo da empresa podem contar com ofertas exclusivas dos produtos. Nesse sentido, um empreendimento de componentes de usinagem pode oferecer um preço exclusivo na engrenagem helicoidal, se adquirida pelo aplicativo. Ou seja, é uma forma de oferecer algo especial e, com isso, contribuir para um bom relacionamento da empresa com os clientes.

Menor custo

Muitos empreendimentos e startups têm dúvidas sobre investir em aplicativos, principalmente, por conta do preço. No entanto, a criação de recursos mobile é cada vez mais uma opção mais barata, especialmente, quando comparada com o ROI (retorno sobre investimento) positivo.

Além disso, o desenvolvimento de aplicativos é algo bastante flexível, portanto, qualquer startup e qualquer empresa pode se beneficiar com o recurso. Vale ressaltar que, longe das lógicas complicadas de programação, é possível encontrar programas especiais para criação de aplicativos personalizados – do jeito que a empresa quer!

Ademais, os aplicativos também podem ser integrados com demais mídias, incluindo as redes sociais. Isso gera maior visibilidade da startup no mundo digital, contribuindo para que a empresa ganhe relevância e autoridade no mercado, principalmente, em relação aos concorrentes que ainda não fazem uso de recursos mobile.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.